Texte en Français en bas de page.

Em 2005, houve entre 230 a 500 milhões de seguidores no mundo, o que fez do budismo o quarto grupo (em ordem decrescente) por trás do cristianismo, do islã e do hinduísmo. 

O budismo apresenta um conjunto ramificado de atividades meditativas, rituais (orações e oferendas), práticas éticas, teorias psicológicas, filosóficas, cosmogonia e cosmologia, abordadas na perspectiva de « bodhi », o « despertar », e « nirvana », a libertação da alma.

O budismo desapareceu de seu lugar de origem : a India do norte. Única religião que regrediu no século XX, o budismo se exportou no ocidente sem guerra, sem colonização e sem proselitismo. Na Europa e nas Américas, pessoas budistas apresentam de 1% a 8% da população, se consideramos as zonas rurais ou os centros urbanos. 20 milhões frequentam umas das formas do culto, mas só 244.000 podem ser considerados como seguidores, pela falta de lugares de cultos e professores qualificados para ensinar. 

Brasil possui uma grande variedade de religiões, a mais importante ficando a religião cristã, particularmente a católica, importada no século XVI pelos colonizadores. A coroa portuguesa associou a religião a seu poder, até a separação da Igreja e do Estado em 1891. Até os anos ’80, mais de 80% da população brasileira afirmava ser católica (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) : 130 milhões de fiéis e 15% dos católicos do mundo.

Em 2010, o IBGE registrou 60% da população que reivindica a religião católica. A religião latina decresceu com o sucesso das outras formas de religiões cristãs como o espiritualismo / espiritismo, o tele-evangelismo e o pentecostalismo. 

O IBGE registrou 244.000 seguidores do budismo em 2010, principalmente no sul do Brasil, com 26 locais de cultos espalhados por todo o país. Um único templo tibetano foi construído na área da pequena cidade de Três Coroas, no Rio Grande do Norte, pelo Lhama Chagdud Tulku Rinpoche. Um lhama veio se estabelecer no Brasil. Daqui a dez anos, estima-se que esse número de praticantes vai aumentar de 2 a 6 milhões de praticantes. 

Considerando que cresce o desinteresse dos jovens e das mulheres pela religião cristã e que aumentam o interesse pelo budismo, o Lhama Kunzang - que já havia co-fundado vários institutos budistas em todo o mundo - tomou a iniciativa de abrir um centro de práticas budistas e de treinamento de professores no Rio de Janeiro. 

Ele pretende propor uma abordagem não religiosa e totalmente integrada a sociedade atual da tradição budista do Extremo Oriente, com base no modelo original fundado pelo Buda. As práticas são principalmente do Tibete, China, Mongolia e Japão, nas escolas dos segredos (esotéricas). A teoria é extraída dos primeiros discursos de Buda, dos quais temos quase certeza que ele é o autor. O único texto posterior integrado na escola é o Bardo Thödol, o livro tibetano dos mortos, que permite na base da doutrina budista geral de ajudar os falecidos. 

Brasil segue geralmente o padrão de outros países ocidentais com atraso. Então é uma evidencia que o número de praticantes budistas aumentará. Portanto, é urgente formar rapidamente bons professores, com capacidade de superar as diferencias das escolas asiáticas para formar um budismo brasileiro proprio e servir as necessidades de desenvolvimento pessoal do povo.

O interesse do budismo é que ele não é conotado pelo hemisfério norte e não se apóia em uma crença. É uma ciência do auto-conhecimento, direcionada a iluminação e libertação. Dessa maneira, o budismo supera todos as formas de sectarismo… mas respeita as outras praticas. 

O budismo como o vemos hoje no Ocidente tornou-se um produto híbrido da secularização européia e dos discursos dos mestres por 2.500 anos. Desde a segunda metade do século XIX, os intelectuais anti-clericais têm procurado substituir a herança semítica e bíblica do Ocidente pelas doutrinas antigas da Índia, consideradas mais confiáveis ​​e racionais.

Os ensinamentos de Buda pareciam particularmente apropriados : sem Deus, sem Salvador, sem revelação escrita, ele parecia capaz de reformar o Ocidente estabelecendo-o em um novo fundamento. Esse budismo moderno é hoje defendido por personalidades da mídia como o Dalai Lhama e seus amigos Sogyal Rinpoche ou Matthieu Ricard. Visa uma renovação social que atravessa a perfeição espiritual de cada um.

Mas a experiencia ocidental do budismo decepcionou. A meditação não é mais uma reflexão sobre a vida, mas um relaxamento sentado, voltado para o aprimoramento emocional e mental. E isso, não mais sob a direção de meros monges, mas de treinadores, terapeutas, médicos, escritores, palestrantes e lobistas. O objetivo não parece, então, a busca pela iluminação, mas a melhoria do desempenho de cada um.

É confrontado por um lado com os abusos dos círculos religiosos budistas tibetanos e japoneses (que experimentam negativamente Elisabeth Martens e a maioria dos praticantes sinceros), e por outro lado com essa tendência do budismo ocidental, que o Lhama Kunzang imaginou sua prática e depois seus ensinamentos. 

Retornou a revelação inicial do Buda. Encontrou a figura do salvador na de Amitabha, o Buda do Ocidente. Não exclui definitivamente o Deus dos monoteístas, mas sentia sua presença em nossa própria natureza-Buda. Este tem sido o caminho do Lhama Kunzang, um caminho compartilhado há quase vinte anos.

.

.

PROGRAMME 2020/21 EN FRANÇAIS:

JANV-MARS 2020 : FORMATION IN SITU EN PSYCHOTHÉRAPIE BOUDDHISTE.

Echue.

JUIN 2020 : COURS EN LIGNE 2020 DE GNOSE BOUDDHIQUE.

Echu. 

SEPT 2020 COURS ANNUEL DE GNOSE DE 10 JOURS AU TEMPLE DE RIO DE JANEIRO

Echu

OCT-DÉC 2020 : FORMATION EN LIGNE DE PSYCHOTHÉRAPIE TRADITIONNELLE

Echue.

DEC 2020 - FÉVRIER 2021 : FORMATION EN LIGNE DE PSYCHOTHÉRAPEUTE BOUDDHISTE

Echue.

CULTURE DE LA MAÇONNERIE SPÉCULATIVE : HISTOIRE, INITIATION ET RÉALISATION

DATE : Stage de deux jours tous les semestres au temple et en ligne 

Prochain cours : Mars 2021

Conditions : AU TEMPLE en demie-pension : 200 Euros / EN LIGNE 150 Euros.

Jour 1. Aperçus sur l’initiation. Histoire de l’art royal. Obédiences et loges. Etude du rite écossais. 

Jour 2. Symboles fondamentaux de la science sacrée. Synarchie et sociétés. Pourquoi devenir maçon ?

MARS-JUIN 2021 : COURS DE GNOSE BOUDDHIQUE

Echu.